5 estratégias nutricionais para perder barriga

A gordura abdominal é de todas a menos desejada e esteticamente menos apelativa, além disso é a que traz um impacto mais negativo na saúde humana. Diariamente encontramos dezenas de fórmulas que prometem ensinar a perder barriga. Para atingir este objetivo de forma definitiva, você tem que ir um pouco mais além. Neste artigo, 5 estratégias nutricionais para você perder barriga.

Estas estratégias são para uma fase final para quem quer ir mais além.

1.Elimine todos os açúcares e alimentos açucarados da tua alimentação

Açúcar no café e chá, sucos de fruta, refrigerantes, sobremesas, iogurtes açúcarados, etc. O açúcar aumenta a resposta insulínica mais do que os demais alimentos e com isso predispõe mais ao aumento da gordura abdominal.

Carboidratos recomendados: aveia, arroz integral, batata doce, leguminosas, banana

2.Modere ou elimine os laticíneos

Imagem de espinafre

 

 

Infelizmente, para você que gosta de leite e derivados, eles são um problema que vai muito além da lactose. Na verdade, a lactose é o menor dos seus problemas e só afeta quem tem intolerância. O problema é a proteína do leite, além da sua suposta riqueza nutricional tem de fato um efeito promotor da insulina.

Se não bebo leite, como consigo cálcio? Não se preocupe, alimentos como amêndoas e hortaliças de folha verde escura ou crucíferas fornecem cálcio suficiente.

3. Aprende a manipular os carboidratos

Não faça nem high carb nem low carb drásticos. Aprenda a controlar de acordo com a tua resposta aos mesmos e as tuas necessidades. Procure ingerir 30 a 45g de carboidratos no máximo  em uma refeição. Nos dias de treino, ingira carboidratos nas refeições antes e até 4-6h depois do treino, evitando o tal pico de insulina. Nos dias sem treino, retire os carboidratos das refeições e acrescente as mesmas pequenas porções de gorduras boas (côco, abacate, frutos secos), não esquecendo a quantidade calórica. Não coma carboidratos isoladamente, combine sempre com uma fonte de gordura para minimizar o pico glicémico e sempre que possível, inclua também vegetais.

4.Experimente incluir frutas no café da manhã

Foto de uma salada de frutas

Café da manhã de ovos e frutas, porque as frutas tem baixo impacto glicémico e insulínico desde que bem controladas. A aveia também é uma ótima opção.

5.Cuidado com as “cheat meals”

As cheat meals podem manter a motivação a longo prazo, mas se  você exagerar sempre que tem essa oportunidade, desequilibra todo o seu trabalho. Pondere antes dessas refeições em que come mais do que habitualmente, optando por alimentos saudáveis . Por exemplo, uma pizza, pode comprar a base mas fazer o recheio e o molho em casa. E mantenha-se ao máximo afastado do álcool.

Gostou do Post ? Ele lhe foi útil ? Deixe seu comentário, sugestão ou crítica, compartilhe com os amigos. Um grande abraço e até o próximo.

agmjunior

Adicione aqui suas Informações biográficas

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Rosilene disse:

    Gostei bastante mim foi muito útil obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *