Azeite de oliva e testosterona

Quanto mais gordura boa você come, mais testosterona o corpo produz. Depois de um estudo em ratos, pesquisadores argentinos concluíram que o azeite de oliva é a melhor fonte de gordura para aumentar de forma natural a testosterona.

Os mesmos pesquisadores já publicaram os resultados de um estudo em animais com outros lipídios, para mostrar como o azeite de oliva aumenta a produção de testosterona. O azeite de oliva ajuda a absorver maior quantidade de colesterol.

Os pesquisadores que trabalham no Instituto de Investigações Bioquímicas de La Plata, fizeram um experimento com ratos machos. Para sessenta dias, os ratos receberam alimentação adicionado de setenta gramas de óleo de soja (S), azeite de oliva (O), óleo de coco (C) ou óleo de semente de uva (G) por quilo. No final do período os pesquisadores mediram a quantidade de testosterona que os animais estavam produzindo.

Homem musculoso treinando

Os testículos dos ratos que tinham azeite adicionado na sua alimentação também foram pesados. A dieta com óleo de semente de uva produziu os mesmos resultados que a dieta de óleo de soja.

Os pesquisadores argentinos descrevem como isto acontece. Azeite de oliva e óleo de coco aumentam a atividade da 3beta-HSD e enzimas 17beta-HSD. Estes estão envolvidos na produção de testosterona. Azeite de oliva e óleo de coco também aumentam a concentração de antioxidantes do próprio corpo, nas células de Leydig, que produzem testosterona. No presente estudo, os pesquisadores deram um passo adiante. Eles encontraram uma relação entre a dieta, a quantidade de colesterol livre das células de Leydig e o nível de testosterona.

Assim, os atletas naturais podem otimizar a sua produção de testosterona, tornando azeite sua principal fonte de gordura. Outra estratégia nutricional que pode ajudar é comer cranberries (amora), elas aumentam a absorção de colesterol pelos testículos.

Homem treinando o peitoral

As células de Leydig produzem testosterona a partir do colesterol. Uma dieta que é rica em óleo de coco ou azeite, aparentemente, ajuda as células a absorver mais colesterol. As células também são mais capazes de extrair o colesterol a partir do seu éster. O colesterol mais livre está disponível nas células de Leydig, e há menos colesterol éster na célula, assim será maior a taxa de produção de testosterona.

Gostou do Post ? Ele lhe foi útil ? Deixe seu comentário, sugestão ou crítica, compartilhe com os amigos. Um grande abraço e até o próximo.

agmjunior

Adicione aqui suas Informações biográficas

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *