Bodybuilding natural: ciclar ou não ciclar?

Confesso que eu nunca fui muito fã do Nick Wright. Não que eu tenha ouvido alguma baboseira gigantesca ou reprove o comportamento do moleque, longe de mim. Apenas não acompanho o trabalho dele tão de perto quanto o de outros bodybuilders. Ser bodybuilder – natural ou não – é uma questão de escolha, vamos falar sobre este tema neste artigo.

Nick Wright é amigo do polêmico Bostin Loyd. Esse sim, é o famoso poço de veneno. Autor dos vídeos “The Untold Truth”, onde ele diz mostrar o “lado negro do bodybuilding”, Bostin mostra seu arsenal de esteróides e fala com naturalidade sobre drogas e dosagens. Não que eu julgue o comportamento do cara: ele toma o que e quanto quiser. Só acredito que o camarada exagera bastante nas doses e na falta de noção. Mas isso é assunto para outro post. Por agora, vamos continuar falando do Nick.

Nick é um auto-denominado fisiculturista natural. Esse termo tem chamado cada vez mais atenção e, não por acaso, é coberto de polêmicas.

Algumas pessoas acreditam que esse negócio de bodybuilder “natural” é lenga-lenga, que na verdade todo mundo recebe um kit-bomba quando chega na academia e à essa altura, de toda a população mundial, praticamente 80% já tomou algumas agulhadas de Dianabol.

Homem treinando o peitoraL no cross over

Já outros camaradas acreditam que esse é o “verdadeiro bodybuilding”, porque afinal de contas esse povo bombado é um bando de trapaceiro que nunca seria grande se não fosse a ajuda dos fármacos.

Como eu sou fã do bom-senso e acredito que em tudo há um meio termo, não comparilho de nenhuma das opiniões.

Ser bodybuilder – natural ou não – é uma questão de escolha.

E as duas opções são muito válidas. Quer ciclar? A escolha é sua, o problema é seu. Não quer? Ótimo também. Continue treinando, fazendo sua dieta, os resultados sempre vêm (claro que com as devidas proporções).

E é exatamente isso que Nick fala nos seus vídeos.

É quase um manifesto contra os haters de cada lado: os naturais que reclamam nos bombados e vice-versa.

Vamos parar com isso, gente. Treinem da forma que os fazem felizes. E deixem os outros em paz.

Artigo original pumped.com.br

Gostou do Post ? Ele lhe foi útil ? Deixe seu comentário, sugestão ou crítica, compartilhe com os amigos. Um grande abraço e até o próximo.

agmjunior

Adicione aqui suas Informações biográficas

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *