Como Desenvolver a Parte Externa do Peitoral

Um dos músculos mais procurados é justamente um dos músculos que precisa de mais
cuidados no que diz respeito ao treino: o peitoral. Continue lendo e conheça nossas
dicas sobre como desenvolver a parte externa do peitoral.


Como Desenvolver a Parte Externa do Peitoral

Para maximizar o crescimento em todas as partes do seu peitoral, você precisa ter a certeza de treinar na maior amplitude do movimento, tendo técnica e executando o exercício de maneira correta. A sua dieta e a realização de exercícios aeróbicos são fatores vitais para queimar a camada de gordura que esconde o músculo peitoral.
Não é possível controlar o FORMATO do peitoral, isso é definido geneticamente, mas existem formas de implementar um treino de peitoral que envolva exercícios básicos (compostos) e exercícios isoladores para auxiliar a firmar, levantar e preencher o seu peitoral.

Uma combinação de treinos de resistência, treino aeróbico e boa nutrição também irá auxiliar nos resultados que você busca. Uma variedade de exercícios precisarão ser
realizados para ajudar no tamanho e densidade muscular. Exercícios em que “empurramos” o peso e aqueles em que fazemos um movimento de “abraço” são exatamente os que constroem massa e densidade. Entretanto, conseguir desenvolver um peitoral com simetria completa exige que o músculo seja treinado em todos os
ângulos e modificações de exercícios.

Dicas para Melhores Resultados

Homem musculoso e definido

Os músculos peitorais precisam ser treinados na amplitude máxima para que eles cresçam e precisam ser “espremidos” no topo de cada repetição. Durante o exercício com peso, se a carga for muito exagerada, isso resultará em movimentos incompletos e isso fará com que a tensão exercida sobre o músculo seja reduzida, ou seja, o crescimento muscular também será reduzido. Evite aumentar o peso nos exercícios para tentar impressionar as outras pessoas, pois isso fará com que seus resultados diminuam. É preferível usar menos peso e fazer a execução perfeita do que utilizar muito peso e fazer a execução incompleta. Acredite, se você aumentou o peso rapidamente, você provavelmente está treinando errado, muito errado. Não se engane!
Quando for treinar, preste atenção também na respiração, isso é muito importante.

Algumas pessoas seguram a respiração durante as repetições e isso pode ser muito perigoso. Você precisa praticar a contração muscular e a respiração, além de aperfeiçoar a execução dos exercícios para melhores resultados. É essencial a contração muscular em cada repetição de cada série!

Os Exercícios

Um bom início para começar a ganhar tamanho no peitoral, densidade muscular e definição do peitoral é o Supino Reto. Esse é simplesmente um dos exercícios mais eficientes para firmar o peitoral. Esse é também o chamado exercício básico ou exercício composto, ou seja, vários grupos musculares se envolvem na execução
do exercício ao mesmo tempo.

Homem executando o supino reto

Outro exercício bem comum para o peitoral seria o Crucifixo com Halteres, deitado em um banco ou até mesmo em uma bola. A utilização da bola irá forçar que seu corpo estabilize o tronco, exercitando também os músculos dessa região. Durante cada repetição, os músculos peitorais são alongados, fazendo que esse exercício seja excelente para o crescimento muscular. Tenha certeza de que cada repetição seja feita de forma controlada, e mantenha os cotovelos um pouco flexionados, como se estivesse abraçando uma grande árvore.

O mestre Arnold treinando o peitoral

As flexões também são exercícios excelentes e podem ser feitas até mesmo em casa. Você pode modificar a flexão tradicional começando com os joelhos no chão até ter força suficiente para fazer a flexão da forma mais conhecida. A recomendação é comprar um apoio para flexões ou utilizar uma bola como apoio para poder fazer esse exercício em casa mesmo, e poder realizar variações do exercício.

Homem fazendo flexões de braço em casa

Os exercícios feitos em máquinas devem ser utilizados como complemento ao treino, e não o contrário. Procure sempre estabelecer seu treino em torno dos exercícios realizados com pesos livres, pois são os que trazem melhores resultados. Mantenha as repetições moderadas, entre 8-12 e pelo menos 3 séries com pesos moderados, para os melhores resultados. Se você for iniciante, comece com pesos bem leves até adquirir força e aproveite esse período para aprender a execução correta do exercício, contraindo o músculo a cada repetição. Tenha sempre algum instrutor por perto, para ajudar a levantar a barra caso você perca a força ou o músculo falhe.

Outro fator que geralmente faz com que as pessoas não tenham o resultado que procuram é o fato de possuir muita gordura corporal. A gordura é uma camada que impede que os músculos sejam visualizados. Por isso que a dieta e os exercícios aeróbicos são tão importantes. Com relação aos carboidratos, procure consumir os
carboidratos complexos como arroz integral, aveia, vegetais e outros alimentos integrais de forma geral. Comer corretamente irá fazer com que você tenha combustível suficiente para aproveitar os treinos ao máximo, e os resultados aparecerão mais rapidamente. Com relação as proteínas, prefira as carnes magras e suplementos
como o Whey Protein e a Caseína. Isso fará com que ocorra o ganho de massa muscular sem acúmulo de gordura, resultando em músculos desenvolvidos sem a camada de gordura que geralmente os escondem.

Gostou do post ? Ele lhe foi útil ? Deixe seu comentário, sugestão ou crítica, compartilhe com os amigos. Um grande abraço e até o próximo.

agmjunior

Adicione aqui suas Informações biográficas

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *