Equipoise: usos, efeitos e cuidados

Equipoise é um tipo de esteroide anabolizante bastante conhecido por suas mescla entre bons resultados e efeitos colaterais reduzidos. Embora sua origem possa assustar a maior parte das pessoas (antigamente, o produto era chamado Equifort, e desenvolvido para o uso em equinos), sua atual formulação é considerada bastante segura.

 

Pouco aromatizante, o Equipoise é especialmente recomendado para ciclos de bulking, permitindo que o atleta acumule maior massa muscular para o desenvolvimento de volume antes da fase de cutting.

Trata-se de um esteroide anabolizante em seu sentido mais tradicional, o que significa que seu uso pode ser um grande auxílio na obtenção de resultados significativos para o corpo, mas que é absolutamente necessário ter em mente que há efeitos colaterais arriscados, e é importante levar sua utilização a sério.

Saiba o que é o Equipoise, quais são suas características, funcionamento e possíveis efeitos colaterais:

O que é o Equipoise?

Trata-se de um anabolizante de aplicação injetável. Diferentemente de alguns outros tipos de esteroides, o Equipoise geralmente é recomendado em associação a outros tipos de anabolizantes. Isso ocorre porque o produto é especialmente útil para o bulking no sentido de ganho de massa, mas a construção das fibras pode ser ainda mais estimulada por outros tipos de anabolizante.

Algo curioso sobre o produto é sua origem. O undecilinato de boldenona – seu principal ativo – foi originalmente lançado no mercado veterinário como Equifort, especificamente voltado para o tratamento de distrofia muscular e problemas alimentares em cavalos. É exatamente desta origem que o prefixo “equi” é derivado.

Atualmente, no entanto, o anabolizante já é considerada razoavelmente seguro em humanos. A despeito de ser uma droga com enorme potencial anabólico, trata-se de um produto pouco androgênico e pouco aromatizante. Isso significa que há uma reduzida ação hormonal no que diz respeito à aparição de características tipicamente associadas ao sexo oposto de quem consome o produto.

Além disso, o efeito de bulking deste esteroide não inclui uma retenção de líquidos muito elevada, diferente de vários outros produtos. Sua agressão para o fígado também é considerada moderada, em comparação a outros produtos do mesmo gênero.

Como funciona este esteroide?

Tratando-se de um esteroide anabolizante, seu funcionamento é bastante semelhante a todos os outros produtos do gênero. Trata-se de um estimulador da fase anabólica do metabolismo. Isso significa que o esteroide faz com que o corpo passe mais tempo em anabolismo, fase durante a qual utiliza-se dos nutrientes disponíveis no organismo para gerar novos tecidos, construindo fibras e queimando os estoques de energia.

Isso faz com que a reconstrução das células degeneradas – as fibras estressadas durante a prática de exercícios físicos – aconteça de maneira mais rápida. Isso garante a obtenção de resultados mais rapidamente observáveis no que diz respeito ao ganho de volume muscular.

Efeitos colaterais

Assim como todo medicamento anabolizante, o Equipoise apresenta riscos para a saúde, e sua utilização deve ser feita apenas por pessoas que já apresentem bom conhecimento a respeito do uso deste tipo de produto.

As mudanças hormonais podem gerar queda de cabelo e disfunção erétil para os homens, enquanto as mulheres podem experienciar o aparecimento de pelos e desenvolvimento de traços tipicamente associados ao sexo masculino.

Além disso, é importante acompanhar a saúde de seu fígado, pois o uso das injeções pode sobrecarregá-lo. Mudanças de humor e dores de cabeça também são possíveis.

Ainda que o caminho seja um pouco mais longo, o certo é ter paciência, treinar com bastante foco e alcançar os resultados desejados naturalmente.

Este artigo é apenas informativo, a página não aconselha e nem incentiva o uso de esteroides anabolizantes.

Gostou do Post ? Ele lhe foi útil ? Deixe seu comentário, sugestão ou crítica, compartilhe com os amigos. Um grande abraço e até o próximo.

agmjunior

Adicione aqui suas Informações biográficas

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *