O código do bom parceiro de treino

TREINAR COM PARCEIRO ruim é uma porcaria. Realmente, uma porcaria. Já treinar com um parceiro bom é genial e, inclusive, é um aspecto muito importante de se manter motivado e não desistir. Neste artigo, falaremos da importância de um bom parceiro de treino.

Não só ter um parceiro de treino responsabiliza você por aparecer na academia (se você faltar, não está decepcionando apenas a si mesmo, está “furando” com ele também), como ainda ajuda a ter alguém que o supervisione em alguns exercícios, que o motive a fazer mais uma repetição, que aumente o tamanho dos pesos com você.

Homem fazendo o supino inclinado com halteres

Conforme o tempo passa, um bom parceiro pode fazer uma grande diferença. Aqueles dias em que você teria faltado na academia mas acabou indo por causa do parceiro serão úteis para somar mais ganhos reais, assim como aquelas vezes em que você não teria aumentado o peso ou não teria se esforçado a realizar as duas últimas repetições. Por isso, recomendo fortemente que você encontre alguém com quem treinar na academia antes de começar, e que vocês dois concordem com o seguinte código:

Código do bom parceiro de treino

1. Serei pontual todas as vezes que for treinar e, se não puder evitar faltar alguma vez, avisarei meu parceiro o mais breve possível.

2. Irei para a academia treinar, e não para bater papo. Quando estivermos na academia, nossa atenção será voltada aos exercícios. Estaremos sempre prontos a supervisionar um ao outro e faremos nosso trabalho com eficiência.

3. Vou treinar com empenho para dar um bom exemplo para meu parceiro.

4. Vou motivar meu parceiro a fazer mais do que ele acha que pode. É minha função motivá-lo a usar pesos maiores e a fazer mais repetições do que ele acredita que consegue.

Homem fazendo supino reto

5. Darei apoio e incentivo ao meu parceiro, e vou elogiá-lo por seus ganhos.

6. Não deixarei que meu parceiro se livre de uma sessão de treino. Vou rejeitar todas as desculpas que não forem realmente uma emergência ou um compromisso que não possa ser reagendado, e insistirei para que ele venha e treine. No caso de a desculpa ser válida, vou me prontificar a treinar em outro horário para podermos realizar nosso treino (desde que possível).

Esse código pode parecer bobo, mas se você e seu parceiro seguirem esses seis pontos, estarão prestando um imenso favor um ao outro e conquistarão grandes ganhos juntos. Por outro lado, se seu parceiro não conseguir acatar os seis pontos — quer dizer, se não aparecer nos horários marcados, se estiver mais interessado em bater papo do que em se exercitar, se treina de modo preguiçoso, se não o provoca a fazer mais etc. — então, ele é um mau parceiro de treino, e de fato está prejudicando você mais do que ajudando. Você precisa fazê-lo aderir a esse programa e seguir o código que descrevemos, ou então deverá encontrar outra pessoa com quem treinar que se mostre capaz de se envolver com esse compromisso.

Gostou do Post ? Ele lhe foi útil ? Deixe seu comentário, sugestão ou crítica, compartilhe com os amigos. Um grande abraço e até o próximo.

agmjunior

Adicione aqui suas Informações biográficas

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *