O sistema pulmonar e o estrangulamento no MMA

Você sabe quais são as modificações que ocorrem no sistema pulmonar que é influenciado pelo sistema muscular durante o estrangulamento em uma luta de MMA ? Se você é lutador de MMA, aprenda a diferenciar os efeitos fisiológicos que ocorrem na situação de envenenamento por CO2, o Gás Carbônico, durante o golpe chamado de estrangulamento.

O sistema respiratório tem um papel muito importante no equilíbrio de funções homeostáticas como o equilíbrio ácido-base, transporte de O2 e nutrientes para tecidos, remoção de metabólicos, regulação de temperatura corporal, além de promover a troca de gases entre o meio ambiente e o corpo.

O sistema respiratório é composto por quatro componentes primários: zona de transporte, zona de condução, zona de transição e zona respiratória; e componentes secundários: músculos da respiração, diafragma e músculos intercostais. A ventilação pulmonar ocorre da seguinte forma, o ar entra pelas narinas ou pela cavidade oral, passa pela faringe, pela laringe, chegando aos brônquios direito e esquerdo, bronquíolos e, finalmente, aos alvéolos pulmonares, onde são efetuadas as trocas gasosas. A inspiração é a ação em que o diafragma e os músculos intercostais se contraem, expandindo a caixa torácica, onde as costelas se elevam para cima e para frente, forçando assim a entrada do ar. Durante a expiração, o processo é ao contrário, o diafragma e os músculos intercostais relaxam resultando na diminuição do volume da caixa torácica, forçando a saído do ar.

Luta com estrangulamento

Durante uma sessão com intensa atividade física, as células produzem uma grande quantidade de CO2 necessitando, consequentemente, repor os níveis de O2 para que você consiga ter um efetivo trabalho. Durante o estrangulamento em uma luta de MMA, a laringe, local onde é feita a passagem do ar durante a inalação e exalação, é obstruída pela compressão realizada com o braço e antebraço do lutador oponente. Nesse momento de constrição, as artérias carótidas, artérias localizadas na região do pescoço e responsáveis por irrigar sangue rico em O2 para o cérebro, são pressionadas, tendo portanto o seu fluxo sanguíneo interrompido. Com essa obstrução, as células cerebrais, que continuam em intensa atividade e produzindo CO2 não recebem esse sangue rico em O2 e, por efeito, isso resulta na falta de oxigenação cerebral e perda da consciência do lutador que está sofrendo o estrangulamento.

Já em uma situação de envenenamento por CO2, sua causa se dá pela não regulação do ácido-base, ou seja, a dificuldade ou distúrbio na eliminação do CO2, onde se acumula uma grande quantidade de CO2 (ácido carbônico) na corrente sanguínea alterando o seu pH, tornando-o altamente tóxico para o ser humano. A regulação desse excesso de CO2, é feita pelo aumento da ventilação, eliminando assim o seu excesso. O envenenamento acontece quando se está em um ambiente fechado, não ventilado, não ocorrendo a efetiva troca gasosa entre o O2 e o CO2 durante a respiração, tornando o O2 rarefeito e o CO2 abundante. Logo, aumenta-se a concentração de CO2 na corrente sanguínea, sendo essa levada ao cérebro causando uma intoxicação, o que leva o indivíduo a apresentar dificuldades respiratórias por conta da ausência do O2 na corrente sanguínea e a resposta fisiológica para a exalação do CO2 são o estado de sonolência, evoluindo para o coma, parada respiratória, e, se não assistido a tempo, poderá vir a óbito.

Isso é facilmente exemplificado quando vemos em algumas lutas do MMA em que é executado o estrangulamento e o lutador que está sofrendo o golpe resiste muito para não acabar sendo derrotado e acabar por desfalecer, sendo necessária a intervenção do árbitro da luta para que não venha a ocorrer algo de pior, já que o lutador oponente muitas vezes não percebe isso. Já vi isso ocorrer em várias lutas com amadores.

Gostou do Post ? Ele lhe foi útil ? Deixe seu comentário, sugestão ou crítica, compartilhe com os amigos. Um grande abraço e até o próximo.

agmjunior

Adicione aqui suas Informações biográficas

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *