Os melhores termogênicos para perder peso

Os suplementos, chás e outras substâncias para perder peso / gordura são dos suplementos mais vendidos do mundo. É muito frequente vermos pessoas a recorrer a este tipo de substâncias em épocas pontuais, como quando se aproxima o verão, nas resoluções de ano novo ou simplesmente quando se dão conta que têm peso a mais.


Mas antes de continuarmos este artigo, tenho que lhe deixar aqui uma dica:

Nunca tente perder peso apenas com recurso aos termogênicos ou outras substâncias para perder gordura, eles não fazem milagres. Podem ajudar um pouco, mas é apenas e somente isso, uma pequena ajuda, que na grande maioria dos casos mal se nota.

Neste artigo irei descrever apenas substâncias/suplementos legais e de venda livre. Recomendo-lhe vivamente que se abstenha de ingerir substâncias que se encontram reguladas, proibidas ou de origem duvidosa. Afinal de contas, não há nada mais importante do que a sua saúde.

Note também que existe uma infinidade de substâncias e ervas que podem ou não funcionar, pelo que aqui irei referir apenas aqueles que na minha opinião têm maiores probabilidades de funcionar.

Cafeína

Foto de uma xícara de café

A cafeína está presente em muitas bebidas, incluindo café, chá, bebidas energéticas e colas; em produtos que contêm cacau ou chocolate e numa variedade de suplementos dietéticos, incluindo em suplementos direcionados para a perda de peso.

Embora as pesquisas que associam a cafeína à perda de peso não sejam definitivas, existem várias teorias sobre a forma como a cafeína afeta a perda de peso, incluindo:

Supressão do apetite: A cafeína pode reduzir o apetite durante um curto período de tempo, mas não existem provas suficientes que mostrem que o consumo a longo prazo auxilia na perda de peso.
Queima de calorias: A cafeína aumenta a termogênese estimulando o metabolismo e o sistema nervoso central, o que significa que irá acelerar o seu metabolismo, fazer o seu coração bater mais rápido e queimar mais calorias. uma forma do seu corpo gerar calor e energia.
Perda de água: A cafeína também pode agir como diurético, o que significa que aumenta a quantidade de urina que excreta. Este aumento de perda de água poderá diminuir o seu peso corporal de forma temporária, mas não irá provocar perda de gordura.

Uma investigação realizada por Bracco et al. mostra o quão eficiente a cafeína pode ser na perda de peso. A sua pesquisa mostra uma resposta notória em indivíduos magros e obesos e comprovaram que a ingestão de cafeína provocou uma resposta termogénica prolongada durante a noite, e também que resultou numa maior oxidação de carbohidratos e de ácidos gordos.

Os investigadores concluíram que um aumento significativo da oxidação de lípidos, até 29% nos individuos magros e até 10% nos indivíduos obesos. Isto poderá ter ocorrido devido á libertação de epinefrina, resultando no aumento da oxidação de gordura.
Uma outra investigação, realizada por Koot et al, fez descobertas similares às de Bracco… Mas eles notaram uma diferença: o ritmo metabólico aumentou quase imediatamente após o consumo de cafeína. Eles determinaram que o ritmo metabólico mante-se elevado durante três horas após a ingestão, aumentando assim o rácio metabólico em 7%.

A cafeína também demonstrou aumentar o desempenho muscular. Coso et al. descobriu que uma dose de cafeína de pelo menos 3 mg/kg em forma de bebida energética aumentou a força muscular máxima no agachamento e supino.

Mas nem tudo são rosas e a cafeína também pode ter efeitos negativos. Alguns investigadores argumentam que a cafeína pode diminuir a sensibilidade à insulina, e também estimular o apetite e o desejo de comer doces, dificultando assim a perda de peso. Para além disso, também pode piorar a qualidade do seu sono.

É geralmente recomendado que os indivíduos saudáveis não consumam mais de 200 a 300 mg de cafeína por hora. Isso são cerca de 2 a 4 chávenas de café.
Também é recomendado que não se tome cafeína com o objetivo de perder peso durante mais que algumas semanas, pois ocorre adaptação do organismo a esta substância, o que faz com que vá perdendo progressivamente os seus efeitos.

Para além de possuir propriedades termogénicas, a cafeína tambem pode aumentar os niveis de força e de resistência física.

Guaraná

Os suplementos de guaraná contêm tipicamente  800 mg de guaraná, que é ingerido antes de cada refeição para diminuir o apetite. Uma vez que os estimulantes como o guaraná e a cafeína podem reduzir o apetite, a ingestão de guaraná antes de uma refeição poderá reduzir a sua ingestão diária de calorias.

O guaraná, tal como a cafeína, também age como diurético, por isso, irá urinar mais, o que pode provocar perda de peso. A perda de peso em forma de água não reduz as reservas de gordura.

Os estimulantes como o guaraná também aumentam o seu ritmo cardíaco e podem acelerar o seu metabolismo, aumentando assim o número de calorias queimadas. Segundo o Departamento de Enfermagem da Universidade de Salisbury a dose diária não deverá exceder 3 gramas.

Chá verde

Imagem de xícara de chá verde

Muitos estudos de investigação mostraram que o chá verde pode ter um efeito positivo na composição corporal, promovendo a perda de peso.

Esses estudos indicam que chá verde pode :

  • Aumentando metabolismo (queimar mais calorias ao longo do dia).
  • Aumentar a capacidade corporal de queimar a gordura (oxidação da gordura).

Embora alguns dos efeitos do chá verde no metabolismo sejam devido à cafeína que contem, o chá verde não contem tanta cafeína como o café, pelo que os seus efeitos termogénicos se devem também a outras substâncias presentes no chá verde.

Embora o chá verde não aumente o rácio metabólico o suficiente para produzir uma perda de peso imediata, foi comprovado que um extrato de chá verde que continha polifenóis e cafeína, induziu a termogênese e estimulou a oxidação de gordura aumentando o ritmo metabólico em 4% sem aumentar o ritmo cardíaco.

 

Pimenta-vermelha

Também conhecida como pimenta-caiena ou capsicum, a pimenta-vermelha é nativa da América do Sul e Central, e este alimento tornou-se rapidamente um ingrediente culinário essencial e um conservante na Africa e Asia.

A pimenta-vermelha contém um químico conhecido como capsaicina, que é muitas vezes incluída em suplementos dietéticos.

Estudos científicos conduzidos ao longo dos últimos 15 anos sugerem de forma convincente que a capsaicina pode ajudar na perda de peso, na redução do apetite e em travar a formação de tecido adiposo .

O efeito mais notório da capsaicina parece ser a inibição do apetite. Já foram realizados vários estudos que demonstram este efeito, e um dos mais notórios foi este, que pretendeu determinar os efeitos da pimenta-vermelha no apetite humano.

Antes de cada refeição, os participantes do estudo receberam 0.9 gramas de pimenta-vermelha ou um placebo, incluído em sumo de tomate durante dois dias consecutivos.
Durante esses dois dias, as mulheres do grupo da pimenta-vermelha consumiram menos 14% de calorias do que as mulheres do grupo placebo e os homens que ingeriram pimenta-vermelha consumiram menos 16% de calorias do que os homens que ingeriram um placebo .

Se não gostar do sabor picante, poderá experimentar a pimenta-doce, também chamada de pimentão.

Esta é uma cultivar não picante da pimenta-vermelha, e um estudo realizado em 2001 em que foi testada a variedade CH-19 comprovou que esta aumenta a temperatura corporal e o consumo de oxigénio em seres humanos.

Gengibre

Foto de gengobre

Uma investigação realizada na Universidade de Maastricht descobriu que o gengibre promove o aumento do metabolismo e acelera a queima de gordura. Para além disso também promove um maior controlo do apetite, reduzindo-o.

Os resultados da pesquisa indicam que o gengibre pode ser usado para combater a obesidade. O gengibre aumenta o calor corporal e dilata os vasos sanguíneos, tal como a pimenta-vermelha.

Alli/Xenical®

Este é o único comprimido para perda de peso aprovado pela FDA e pela União Europeia, O Alli é a versão de venda livre do fármaco de prescrição para perda de peso Xenical ®.

Ambos os tipos usam a droga orlistat como ingrediente ativo para a perda de peso. O orlistat foi concebido para bloquear a absorção de gordura alimentar no intestino delgado.

O Orlistat liga-se à enzima lipase gastrointestinal ativa, que degrada a gordura dietética para posterior absorção, e inibe a sua função. Esta inibição bloqueia a absorção de até 30% da gordura ingerida, que é então excretada como resíduo.

O bloqueio da absorção da gordura também bloqueia a absorção de certos nutrientes essenciais. Por isso, as pessoas que tomam Orlistat são por vezes aconselhadas a tomar um suplemento multivitamínico de forma a garantir nutrição adequada.
Os efeitos colaterais do Orlistat tornam-se mais severos quando se ingerem grandes quantidades de gorduras. Os efeitos colaterais mais comuns são: manchas oleosas, flatulência, movimentos intestinais urgentes e fezes gordurosas ou oleosas.

Combinações

É possível combinar várias substâncias descritas neste artigo de forma a obter-se um efeito mais potente do que o uso de apenas uma substância isolada.

Apenas como exemplo, um estudo testou os efeitos da administração combinada de capsaicina, chá verde e pimentão CH-19 no apetite e ingestão de calorias.

Para a realização deste estudo foram recrutados 27 voluntários , que foram colocados de forma aleatória em três semanas de equilíbrio energético positivo ou negativo, durante as quais um grupo recebeu uma combinação de capsaicina, chá verde e pimentão CH-19 e outro grupo recebeu um placebo.

A combinação de capsaicina, chá verde e pimentão CH-19 suprimiu o apetite e aumentou a sensação de saciedade tanto em equilíbrio energético positivo como negativo. O que significa que pode ajudar a perder peso reduzindo a quantidade de comida que as pessoas ingerem.

Agora adicione a esta combinação cafeína, guaraná, gengibre ou o Alli e poderá potencialmente obter um efeito ainda mais potente. O que no entanto também poderá aumentar as probabilidades de ocorrência de reações adversas.

Conclusão

Tenha também em atenção que a grande maioria dos suplementos termogénicos e outras substâncias para perda de peso não são livres de efeitos secundários.
Tremores, nervosismo, insónias, náuseas, aumento da tensão arterial, mal-estar psicológico e físico, são apenas alguns dos efeitos indesejáveis que poderão surgir com o uso deste tipo de substâncias.

O uso de estimulantes e de extratos de plantas vagamente eficientes poderá parecer uma solução rápida e fácil, mas não são uma forma eficiente de perder peso a logo prazo. A melhor forma de perder o peso continua a ser a que todos nós conhecemos.
Os médicos, personal trainers, dietistas e nutricionistas são unânimes em afirmar que a ingestão de uma dieta moderada e equilibrada, juntamente com o exercício regular é a melhor maneira de manter um peso saudável.

Gostou do Post ? Ele lhe foi útil ? Deixe seu comentário, sugestão ou crítica, compartilhe com os amigos. Um grande abraço e até o próximo.

agmjunior

Adicione aqui suas Informações biográficas

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *