Testosterona, o pai da construção muscular

A testosterona é o pai da construção muscular, ela promove a síntese proteica. Excessos nunca são bem vindos, principalmente de testosterona, mas se você conseguir melhorar a produção pelo seu organismo, notará uma maior queima de gordura e um maior ganho de massa magra (músculos). Além disso, você ganha também aumento do apetite sexual (libido) e na energia.
Sua produção depende de zinco e vitamina B12, e não é encontrado diretamente nos alimentos, porém, alguns alimentos podem contribuir para o aumento da produção deste hormônio. Basta que você consuma diariamente alguns dos seguintes alimentos:
OSTRAS: tem alto teor de zinco que desempenha papel ativo na saúde dos sistemas reprodutores masculino e feminino. São fontes também de magnésio, fósforo, manganês, proteínas, vitamina D, B12, ferro, cobre e selênio.
Imagem de uma ostra
PEIXES OLEOSOS: o ômega 3 encontrado nos peixes e na linhaça é fundamental para produção deste hormônio. O salmão e a sardinha como outra boa fonte de vitaminas B B5, B6, B12, que são todos importantes para manter boa saúde reprodutiva.
BANANAS: boas fontes de potássio e vitaminas do complexo B, também necessárias a produção de testosterona.
ABACATES: contém vitamina B6, importante para produção hormonal nos homens.
Imagem de abacates
CARNES MAGRAS: contém proteína, ferro, magnésio, zinco e gordura saturada. A ultima também é necessária a formação do hormônio
FEIJÃO: Proteínas, fibras, zinco. É a maior fonte vegetal de zinco.
AVES: contam com proteínas e pouca gordura. Dietas ricas em proteínas tem maior impacto sobre a massa muscular e portanto sobre os níveis de testosterona.
OVO: contém proteínas e colesterol. A testosterona necessita também do colesterol para ser sintetizada. E, hoje sabemos que esse teor de colesterol do ovo não é tão prejudicial como pensávamos anteriormente.
BRÓCOLIS, REPOLHO E COUVE DE BRUXELAS: Fibras e Indole-3-carbinol. Altos níveis de estrógenos favorecem o acúmulo de gordura e pode interferir no crescimento muscular. O Indol 3 – carbinol, ajuda a reduzir os níveis de estrógeno.
ALHO: contém alicina. Estudos mostram que este composto aumenta os níveis de testosterona e inibe o cortisol.
Imagem de alho
A vitamina D tem grande importância para a força muscular. Cientistas alemães descobriram que homens com níveis mais altos de vitamina D apresentam níveis significantemente mais elevados de testosterona e menores níveis de hormônios sexuais (globulina de ligação – SHBG) do que aqueles com baixos níveis de vitamina D em seu sangue. Um menor nível de SHBG, significa que mais testosterona esta livre para entrar nos músculos e aumentar o crescimento muscular.
E como sempre, a alimentação balanceada é a melhor opção, assim não sofreremos tantas alterações hormonais.

Fatores que influenciam os baixos níveis de testosterona em seu organismo.

Obesidade: gordura excessiva aumenta a produção de estrógenos e estes fazem com que os níveis de testosterona caiam.
Uso de drogas e álcool: o álcool inibe nossa habilidade de remover o estrogênio do sangue.
Estresse: este eleva os níveis de corticosteroides no sangue o causa decréscimo de testosterona no sangue.
Diabetes: estudos sugerem sua ligação com baixos níveis do hormônio em questão.
Hipertensão e altos níveis de colesterol: estes fazem com que haja uma diminuição na fluidez e circulação do sangue, consequentemente diminuindo a circulação sanguínea em órgãos que produzem hormônios sexuais.
Idade: a partir dos 40 anos a testosterona cai 1% ao ano.

Dicas para aumentar de forma natural a testosterona.

  1. Se você tem gordura em excesso, esqueça qualquer outro objetivo e foque integralmente em perdê-la.
  2. Falando em atividade aeróbica, experimente o HIIT. Seções de atividade curtas e de alta intensidade podem aumentar o nível de testosterona.
  3. Consuma mais alimentos ricos em zinco.
  4. Reduza o barulho. Evite locais barulhentos, desligue a tv ou o som que ficam ligados apenas como barulho de fundo. Isto tende a aumentar os níveis de stress sem você perceber, o que influencia negativamente na produção de testosterona.
  5. Torne o sono uma prioridade.
  6. Tire sonecas no fim de semana (se der também durante os dias úteis, o faça).
  7. Evite açucar. O consumo excessivo de açucar refinado é conhecido por reduzir a produção de testosterona.
  8. Pare de evitar gordura saturada a todo custo. As gorduras, até mesmo as saturadas, tem um papel importante na produção de testosterona, moderação é essencial.
  9. Evite soja, Existem uma centena de estudos que relatam que a soja aumenta os níveis de estrogênio e diminui a testosterona.
  10. Coma nozes. Pesquisas sugerem uma forte relação entre o consumo de vitaminas e minerais presentes nas nozes e o aumento nos níveis de testosterona.
  11. Faça mais sexo. Homens com a vida sexual ativa, vivem mais e possuem mais testosterona.
  12. Evite, a todo custo, dietas com restrição drásticas de calorias, isto vai destruir a sua testosterona.
  13. Evite estimulantes como cafeína em excesso. Estimulantes em excesso são sinônimo de cortisol em excesso que por sua vez é sinônimo de menos testosterona.
  14. Pare de fumar, ponto.
  15. Compre manteiga de qualidade e descarte para sempre a margarina.
Gostou do Post ? Ele lhe foi útil ? Deixe seu comentário, sugestão ou crítica, compartilhe com os amigos. Um grande abraço e até o próximo.

agmjunior

Adicione aqui suas Informações biográficas

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *