Três exercícios “esquecidos” que funcionam, e separam meninos de homens

Neste artigo, três exercícios “esquecidos” que funcionam, e separam meninos de homens. Esses exercícios são pra você que recebe tudo mastigado ou que ainda não os conhece, está sem grana pra pagar uma mensalidade de academia ou apenas quer ser um homem que treina cada dia a mais pra superar os seus próprios limites.

As comodidades de treinar em uma academia, de ‘malhar’ em um ambiente climatizado, usando tênis de molas que fazem você andar sobre uma almofada, roupas em tecido tecnológico e uma ampla variedade de suplementos alimentares pré-treino, pós-treino, pra dormir, ao acordar e de sobremesa, fazem com muitos esqueçam que existem diversas possibilidades de adquirir saúde e qualidade de vida por meio do exercício físico e até mesmo ter um corpo esteticamente bem construído, que não exijam tanto do bolso e do tempo do indivíduo.

A academia moderna criou uma geração de homens que não sabem o que fazer no feriado, já que só sabem ‘malhar’ e treinar nos aparelhos da sua academia;que não sabem o que fazer para se exercitar no fim de semana com medo de quebrar a rotina de treino e que não vivem sem as comodidades de treinar no único lugar que ele conhece, repetindo infinitamente as mesmas coisas que ele aprendeu com o instrutor. ‘Malhar’ somente na academia e saber treinar somente com os equipamentos que seu professor ensinou, faz de você um homem mimado ou um menino.

Esses exercícios são pra você que recebe tudo mastigado ou que ainda não os conhece, está sem grana pra pagar uma mensalidade de academia ou apenas quer ser um homem que treina cada dia a mais pra superar os seus próprios limites.

O exercício esquecido: Puxada na Barra Fixa – com o advento dos aparelhos de puxada com barra para os músculos dorsais, as pessoas esqueceram de um exercício exigente e que não é pra qualquer um. Fazer a puxada em um aparelho com cabos e roldanas que reduzem a carga de tração pela metade é muito mais cômodo do que levantar o peso do seu corpo pendurando em uma barra de ferro; mas tenha certeza, a forma de execução da puxada na barra fixa separa os meninos dos homens e os aprovados ou não, em testes físicos de concursos públicos.

Homem na barra fixa

Primeiro execute séries máximas com a pegada que melhor lhe convier. Depois evolua; mude para a pegada em pronação e veja o quão mimado você foi na sua vida.

Peitoral e tríceps de respeito: Mergulho nas Paralelas – ‘dips’ é o termo em inglês pra definir o que muitos brasileiros conhecem por mergulho nas paralelas ou apenas ‘paralelas’ para os íntimos. Exercício desconhecido para aqueles que só fazem supino reto na máquina ou com pesos livres de 5 kg. Significa literalmente afundar no aparelho e exige tanto da sua musculatura do braço quanto do peitoral.

Homem executando a paralela com correntes

Primeiro aprenda. Nem todos os homens conseguem fazer ‘paralelas’ ou mesmo mergulhar em uma série de 10 repetições. Segundo, se esforce para aprender, observe a técnica, faça o movimento completo, e não transfira o esforço para a coluna vertebral e os músculos dorsais arqueando demais o tronco.

O básico do homem: ‘flexão’ ou apoio – seja no quartel do exército, em concursos públicos ou até para impressionar garotas, qualquer homem conhece esse exercício. É o movimento básico da primeira vez que o homem faz alguma coisa que exija demonstração de força; o que muitos não sabem é a maneira de fazer o exercício corretamente… Primeiramente adquira uma consciência corporal básica, fazer esse exercício olhando pra baixo, ombros desalinhados e coluna vertebral fora do eixo faz de você um iniciante, um juvenil da musculação. Aprenda a fazer o básico antes de partir para o difícil, execute corretamente o movimento. Depois… evolua, use como apoio uma bola de basquete, a ponta dos dedos ou um braço de cada vez. Ultrapasse os limites, fazer flexões com o corpo inclinado entre 30º e 45º transfere até 80% do seu peso corporal para a musculatura envolvida no exercício.

Homem fazendo flexões de braço em casa

O segredo dos ganhos superiores de força e hipertrofia está na combinação entre eles e na variação de técnicas de execução. Depois que você aprende o básico, a maneira correta da execução e a combinação entre eles que melhor se adequa ao seu treino, quem impõe os limites para o seu corpo é você.

Gostou do Post ? Ele lhe foi útil ? Deixe seu comentário, sugestão ou crítica, compartilhe com os amigos. Um grande abraço e até o próximo.

agmjunior

Adicione aqui suas Informações biográficas

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *